Prova do INPI 2012–parte 3

2 Dec

P: Se o eleitor tem informação completa e barata sobre os custos e benefícios dos serviços públicos providos, então vota em candidatos cujo plano de governo coincide com suas preferências.

Q: Se o eleitor vota em candidatos cujo plano de governo coincide com suas preferências, então o nível de gasto público reflete a preferência do eleitor.

R: Se os governos tendem a escolher estratégias de tributação que levam o eleitor a subestimar os verdadeiros preços dos serviços públicos providos, então o eleitor é induzido a apoiar níveis muito elevados de gasto público ou o nível de gasto público não reflete a preferência do eleitor.

Em relação às proposições acima, julgue os itens subsecutivos.

63 O argumento que tem como premissas as proposições P, Q e R e como conclusão “o eleitor vota em candidatos cujo plano de governo coincide com suas preferências” é válido.

 

Resolução:

Dando nomes às proposições simples:

A: O eleitor eleitor tem informação completa e barata sobre os custos e benefícios dos serviços públicos providos. (*)

B: o eleitor vota em candidatos cujo plano de governo coincide com suas preferências.

C: o nível de gasto público reflete a preferência do eleitor.

D: os governos governos tendem a escolher estratégias de tributação que levam o eleitor a subestimar os verdadeiros preços dos serviços públicos providos

E: o eleitor é induzido a apoiar níveis muito elevados de gasto público

O argumento tem as seguintes premissas:

clip_image002

clip_image004

clip_image006

Conclusão:

clip_image008

Vejamos se é possível termos premissas V com conclusão F.

Assumindo conclusão F, temos:

B: falso

Com isso, o consequente da primeira premissa é falso:

clip_image010

Para que esta premissa seja V, seu antecedente deve ser F:

A: falso

Além disso, o fato de B ser falso já garante segunda premissa verdadeira, pois teremos um condicional com antecedente F.

Finalmente, basta que D seja falso para garantirmos a terceira premissa verdadeira, pois teremos novo condicional com antecedente F.

Assim, na situação acima retratada, temos premissas V e conclusão F. Logo, argumento inválido.

ITEM ERRADO.

(*) eu não considero isso uma proposição simples, mas o Cespe considera.


64 A negação da proposição “o eleitor é induzido a apoiar níveis muito elevados de gasto público ou o nível de gasto público não reflete a preferência do eleitor” é logicamente equivalente a “o eleitor não é induzido a apoiar níveis muito elevados de gasto público e o nível de gasto público reflete a preferência do eleitor.”

Resolução:

Perfeito, aplicação direta da Lei de Morgan.

ITEM CERTO.

6 thoughts on “Prova do INPI 2012–parte 3

  1. Show! Entendi!
    A negação da proposição "um empresário tem atuação antieconômica ou antiética" seria "nem todo empresário tem atuação antieeconômica ou antiética", certo? Seria considerada simples para o Cespe.

  2. Se for uma questão pedindo para classificar em "simples" ou "composta", o Cespe considera simples. Se for uma questão de lógica de argumentação e vc perceber que a reposta só sai se considerar composta, vai de composta. Resumo: se tivermos uma única oração, o Cespe tende a considerar simples, embora a própria banca caia em contradição em algumas questões, precisa de um pouco de jogo de cintura para perceber o que o examinador está pedindo.

    Agora, cá pra nós, esse exemplo que vc deu deveria sempre ser considerado proposição composta. Infelizmente não é assim que a banca pensa.

  3. Professor, fiquei um pouco confusa com esse "sistema Cespe"… A proposição "Arnaldo é alto e magro" seria simples ou composta? Eu diria ser composta…

  4. Professor, o que seria uma proposição composta para o Cespe? Concordo com vc que a proposição A da questão 63 não seria simples….

Leave a Reply